28/07/2015

Um breve guia sobre piercings

Quem me segue nas redes sociais sabe que recentemente coloquei um piercing no septo e que ainda tô acostumando, mas é muito fofiiiiinho.



Origem

Apesar de ser moda na sociedade contemporânea, o hábito de decorar o corpo com piercings não é nada novo, nossos ancestrais já o faziam há cerca de 5000 anos atrás, com função de exprimir indivualidade, fazer parte de um rito e até mesmo designar o status de algum indivíduo.

Quero colocar um piercing mas não sei onde, me ajuda?

Existem vários tipos de piercing em vááááários cantos do corpo, como por exemplo no nariz (septo, nostril), na boca (labret, smile, língua), no rosto em geral (bochecha, monroe, sobrancelha), orelha (tragus, lóbulo), umbigo, mamilo e por aí vai, são muitos lugares.



Primeiramente, procure um lugar do seu corpo que você se sentiria bem colocando um piercing, até porque ninguém quer passar dor à toa, né? Cada tipo de piercing necessita de cuidados específicos e por isso você precisa conhecer seus processos corporais e o local desejado para a aplicação.

Também há a opção de testar piercings de pressão para ter uma ideia de como vai ficar.



Ei, já decidi qual piercing quero colocar, e agora?

Procure um especialista em body modification que seja do seu agrado e confiança, dê uma olhada nos trabalhos dele, se possível, converse com pessoas que já frequentaram o estúdio e com o próprio especialista, verifique se ele usa agulhas novinhas pra furar os clientes (e luvas também).

Se você tem menos que 18 anos, lembre-se de pedir autorização aos seus pais ou até pedir que eles acompanhem a aplicação.

E dói?

A dor varia de pessoa para pessoa, de local do corpo para local do corpo. Eu por exemplo, senti bastante dor quando furei o septo e uma dorzinha mediana quando furei a orelha, mas muitas pessoas relatam não terem sentido nenhuma dor, só um desconforto.

Que cuidados eu tenho que ter com o piercing?

Com o piercing recém-colocado, você deve lavar o local delicadamente com água morna e sabão neutro ou antisséptico pelo menos duas~três vezes ao dia e evite mexer nele com a mão suja. Use algum tipo de spray antisséptico pra ajudar na assepsia. Regule sua alimentação para acelerar o processo de cicatrização e não troque o piercing até ter certeza de que está cicatrizado.

O tempo de cicatrização é variado e envolve tanto quanto o local do corpo com o piercing, quanto com o seus processos corporais e sua alimentação, mas dá pra ter uma estimativa aqui

E aí? Vai colocar? Já tem? Conta pra mim sua experiência.
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário