31/07/2015

A fantasia criada pelo Studio Ghibli

Há alguns anos, eu como pessoa muito fã de animação, estava à toa na vida e decidi procurar filmes de animação que pudessem me inspirar, me dar bons sentimentos e trazer aquilo que tem de melhor nas histórias de fantasia. O Studio Ghibli me mostrou tudo isso.


Ao utilizar-se da forma de animes para compor seus filmes, o Studio Ghibli é um misto de emoções e sentimentos que são elementos muito fortes em seus trabalhos, provocando muitas vezes não só o deslumbramento de quem assiste mas também muitas vezes trazendo reflexões sobre diversos assuntos que não são tão infantis assim.

Fundado em 1985 por Hayao Miyazaki em parceria com Isao Takahaka, Toshio Suzuki e Yasuyoshi Tokuma, o Studio Ghibli é sediado em Koganei (distrito de Tóquio) e já produziu cerca de 22 filmes de animação. O primeiro filme a ser lançado oficialmente pelo estúdio foi O Castelo no Céu em 1986 e conta a história de uma garota e um garoto que embarcam numa aventura em busca de um castelo flutuante.


O nome "Ghibli" deriva do árabe para "vento mediterrâneo" que faz jus à ideologia do Studio que fala sobre soprar novos ventos para a indústria dos animes e para a cabeça das pessoas.

Seus filmes possuem uma estética bem característica, do tipo que você assiste sem saber que é do Studio e mesmo assim identifica que foram eles que desenvolveram, tornando-se assim uma grande referência para artistas/designers e pessoas apaixonadas por ilustração e animação.

Alguns filmes do Studio Ghibli

Então, já que estamos conversando sobre filmes, nada mais justo do que fazer uma listinha com algumas dicas de filmes para quem quer conhecer os trabalhos do Studio.

1) Meu Vizinho Totoro (Tonari no Totoro, 1988)


Mei é uma jovem que encontra uma pequena passagem em seu quintal, que a leva à um lendário espírito da floresta conhecido como Totoro. Sua mãe está no hospital, e seu pai divide o tempo entre dar aulas na faculdade e cuidar de sua mulher doente. Quando Mei tenta visitar a mãe por conta própria, se perde na floresta, e só o grande e fofo Totoro pode ajudar a menina a achar o caminho de volta para casa. (Fonte: Studio Ghibli Brasil)

2) Túmulo dos Vagalumes (Hotaru no Haka, 1988)


Uma trágica história sobre dois irmãos - Setsuko e Seita - que vivem no Japão durante a época da guerra que, após tornarem-se órfãos por causa do conflito (sua mãe morreu e seu pai está desaparecido), vão parar na casa de parentes. As coisas pioram quando acabam tendo que ir viver em um abrigo no meio do mato. Quando Setsuko, a irmãzinha caçula, adoece gravemente, seu irmão deve se virar para conseguir ajuda para a menina, mas os tempos são difíceis e mesmo um pouco de comida pode ser difícil encontrar. (Fonte: Filmow)

3) O Serviço de Entregas da Kiki (Majo no Takkyubin, 1989)


Kiki é uma jovem bruxa em treinamento, que acabou de completar treze anos. De acordo com a tradição, todas as bruxas com essa idade devem deixar suas casas, para aprender a viver por conta própria. Kiki, junto com seu gato Jiji, voa para longe para viver na cidade de Korico. Depois de chegar lá, tem de arrumar emprego e aprender o verdadeiro significado de sua nova vida, principalmente depois que perdeu o poder de voar. (Fonte: Filmow)

4) A Viagem de Chihiro (Sen to Chihiro no Kamikakushi, 2001 no Japão e 2003 no Brasil)


Chihiro é uma garota mimada e voluntariosa, que sê ve numa situação infeliz quando seus pais anunciam a mudança para uma cidade do interior, obrigando-a a abandonar seus amigos e a escola que tanto gostava. Durante a viagem, eles se perdem, e vão parar em outro mundo, o mundo dos deuses. Chihiro agora deverá amadurecer, se quiser salvar seus pais e voltar a ver seu mundo. (Fonte: Studio Ghibli Brasil)

5) O Conto da Princesa Kaguya (Kaguya Hime no Monogatari, 2013)


O filme é uma adaptação da lenda japonesa do “Conto do Cortador de Bambú” e o slogan do filme traz a frase “Crime e Punição da Princesa”. A aposta é o que o filme resumirá a obra de Takahata, já com 77 anos, e cujo filme O Túmulo dos Vagalumes é ainda hoje um dos maiores sucessos japoneses ao redor do mundo. (Fonte: Studio Ghibli Brasil)

6) When Marnie Was There (Omoide no Marnie, 2014)


O filme é baseado no romance para crianças e jovens When Marnie Was There do escritor inglês Joan G. Robinson de 1967. Conta a história de Anna, uma jovem filha adotiva que é mandada para uma casa no campo em Norfolk durante o verão. Ela logo encontra uma garota chamada Marnie e, através de suas muitas conversas, começa a aprender mais sobre o passado intrigante da menina. (Fonte: Studio Ghibli Brasil)

Existem muitos filmes além destes citados e de igual qualidade, você pode conferir (e eu indico que confira mesmo) a filmografia completa aqui.

Para quem se interessar mais e estiver disposto a viajar pra sentir na pele o clima do estúdio, existe o Museu Studio Ghibli, um museu localizado em Mitaka no Japão e inaugurado oficialmente em 2001. Conta com exposições permanentes, sala para exbição de animações, lojinha, um café e muito mais atrações. As entradas podem ser adquiridas tanto na loja de conveniência Lawson no Japão quanto em agências de viagem. Aqui está o site oficial do museu e você pode acessá-lo em Inglês e Japonês.
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário