07/05/2013

Comentário (sincero) sobre Homem de Ferro 3

Sim, eu vi Iron Man 3 na estreia e estava esse tempo todo criando coragem pra fazer um post e levar tapas das pessoas em geral.
Homem de Ferro 3, dirigido por Shane Black, com roteiro de Drew Pearce e do próprio Shane Black, tem como protagonista Robert Downey Jr. no papel de Tony Stark, o gênio, bilionário, playboy, filantropo e queridinho da América, e está diretamente relacionado com a fragilidade e as angústias do personagem principal (que são colocadas à prova), quando Tony enfrenta um de seus piores inimigos, o Mandarim, interpretado por Ben Kingsley.



A "maldição das trilogias" assombra de modo assustador a indústria dos filmes de super-heróis e não foi diferente com Homem de Ferro. Junto com essa busca pelas trilogias campeãs de bilheteria, vêm os clichês que sempre estão presentes nos roteiros. Causos como a constante busca pelo caráter mais individual e humano do personagem e a ausência temporária de seus superpoderes são muito comuns nos filmes.

Baseada no arco Extremis (elogiado/famoso pra caramba, inclusive) que foi publicado na HQ em 2005. Esse arco dá aos leitores a ideia de uma coexistência ideal na relação homem/máquina (e até é bem refletido na tentativa de criar um momento de análise pessoal promovida pelo roteiro).


Não era esperado pouco. E de tanta expectativa, acabou decepcionando, pois era esperado um filme denso e realmente emocionante, mas foi entregue um filme com uma trama fraca e um roteiro bobo e raso. Não é um filme ruim/nojento/do tipo que se joga no lixo, mas decepcionou. Decepcionou os fãs do quadrinho, que provavelmente encararam como um disperdício a falta de exploração de um ótimo arco do Homem de Ferro e principalmente aqueles que foram ao cinema com o propósito de ver um filme do Homem de Ferro, existe um ponto que o espectador para e pensa "sim... legal... Tony Stark... agora cadê o Iron Man?".

O roteiro é falho tanto na introdução da "tecnologia Extremis" quanto na composição do vilão. Vilão esse que é a maior decepção de um filme cheio de decepções, e esse é um spoiler necessário, na verdade esse é o tipo de spoiler amigo, que te previne de semanas de depressão por causa de um filme.


O filme merece reconhecimento pela atuação talentosa e o carisma comum do Johnny Depp Robert Downey Jr., porém, nota-se que os trejeitos do Tony Stark foram usados de maneira descenessária com piadinhas características, além de deixar o enredo com pouca sustentação para ser mais envolvente, mais profundo, mesma sensação proporcionada pelas cenas de Tony em Os Vingadores.

Os efeitos visuais são fantásticos e após os créditos finais (finais mesmo), existem cenas extras que não têm muita relação com o filme, mas tudo bem.
Proxima Anterior Inicio

2 comentários:

  1. Hanninha, meu amor. Agora entendi tudinho que reclamou tanto no twitter. E te compreendo!

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você! A equipe "Marvel" deu muita importância as "piadinhas" do Tony Stark e esqueceu que o mais importante é a história do filme, que acabou ficando "apelativa".
    Beijinhos

    ResponderExcluir